uma casa aberta a quem queira entrar

.posts recentes

. Os Retornados - Um Amor N...

. twilight

. adeus Johnny Castle

. de volta...

. ai... ui... que me dói as...

. a caminho dos 30... e 1

. A maior descoberta depois...

. de Sabrina a Salazar

. mensagem do além

. especial dia internaciona...

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

Quarta-feira, 18 de Outubro de 2006

as novidades da maternidade

A vida dá muitas voltas...

Para quem na 6ª feira disse que ainda não tinha sentido alguns dos habituais sintomas da maternidade, exemplo do enjoo, até hoje já senti tudo o que havia para sentir, e digo-vos que a sensação não é, de todo, agradável.

O meu pequeno "estorvo", como eu lhe chamo, já fez a mamã passar por tudo o que puderem imaginar. A única coisa que lhe vale é que ele vai crescer e depois a mamã vai fazer-lhe a vida negra!!! :oP

Hoje já há uma nova teoria sobre se vai ser menino ou menina: pela forma da minha já proeminente barriguinha, vai ser uma menina. Como vêem, estes testes científicos são todos muito bons! Nem acertam uns com os outros!

Para mim, vão ser gémeos. Mais, vai ser uma menina e um menino. Assim fico logo despachadinha!!!

Entretanto, vou procurar pela internet uma forma de colocar no blog uma votação para os segundos nomes, para sondar um bocadinho as opiniões.

Até lá

publicado por tartaruga às 15:44
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 13 de Outubro de 2006

a confirmação

Venho por este meio dar a conhecer os leitores do meu querido blog que estou grávida. Eu sei que quase todos os leitores já sabiam desta novidade, mas pode haver algum mais distraído e, além disso, não podia deixar de divulgar esta tão adorada notícia na internet.

Existem alguns sintomas típicos de grávidas que ainda não senti como, por exemplo, enjoos ou desejos, mas há outros que se manifestam muito bem, como o cansaço, a tensão mamária e as muitas idas frequentes à casa de banho.

Segundo os métodos muito (pouco) cientificos, vem por aí um menino, que será Dinis alguma coisa ou alguma coisa Dinis. Se for uma menina, será Laura.

E perguntam os estimados leitores quais são estes métodos cientificos?

"Quais são estes métodos cientificos?"

Um deles consiste em colocar uma agulha com a respectiva linha a passar perto da nossa mão esquerda, levantar e baixar 3 vezes e colocar por cima da mão. Se a agulha andar em círculos, é uma menina. Se ficar quietinha, é um menino. Muito preciso!!!

O outro método consiste em pegar num bebé ao colo. Se o feto for do mesmo sexo do bebé do colo,o bebé chora. Se não, não chora. Não sei como é que isto funciona quando a futura mãe é eia, porca e má.

Claro que não resisti a ir comprar roupinha quando soube da novidade. É tudo tão querido!!! Infelizmente, só quando souber ao certo o sexo do pequeno é que me vou poder "esticar" à vontade. Até lá, tenho que me contentar com os tons neutros.

Mais engraçado do que ter 1 bebé, era ter 2 bebés. Adorava ter gémeos. E não se trata de um sonho impossível porque há genes na família. E se for pelo tamanho da minha barriguinha de 7 semanas, para lá caminho.

Para a semana vou ao médico para ver o que ele diz. Se houver novidades entretanto, eu divulgo.

 

PS: A minha molly (peixa) resolveu seguir-me o exemplo e já vai ter a 2ª ninhada.

publicado por tartaruga às 17:01
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 4 de Outubro de 2006

dia mundial do animal

Como sabem, eu sou uma apaixonada pelos animais e, como tal, não podia deixar passar este dia em branco.

Este país tem muito a aprender no que respeita aos animais e aos seus direitos. Por isso, aqui ficam os DIREITOS DOS ANIMAIS.

DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS DOS ANIMAIS: 

(proclamada em assembleia da Unesco, em Bruxelas, no dia 27 de Janeiro de 1978)

 ARTIGO 1:

Todos os animais nascem iguais diante da vida, e têm o mesmo direito à existência.

 ARTIGO 2:

a) Cada animal tem direito ao respeito.

b) O homem, enquanto espécie animal, não pode atribuir-se o direito de exterminar os outros animais, ou explorá-los, violando esse direito. Ele tem o dever de colocar sua consciência a serviço de outros animais.

c) Cada animal tem direito à consideração, à cura e à protecção do homem.

 ARTIGO 3:

a) Nenhum animal será submetido a maus tratos e a actos cruéis.

b) Se a morte de um animal é necessária, ela deve ser instantânea, sem dor ou angústia.

 ARTIGO 4:

a) Cada animal que pertence a uma espécie selvagem tem o direito de viver livre no seu ambiente natural terrestre, aéreo ou aquático, e tem o direito de reproduzir-se.

b) A privação da liberdade, ainda que para fins educativos, é contrária a este direito.

 ARTIGO 5:

a) Cada animal pertencente a uma espécie, que vive habitualmente no ambiente do homem, tem o direito de viver e crescer segundo o ritmo e as condições de vida e de liberdade que são próprias de sua espécie.

b) Toda modificação imposta pelo homem para fins mercantis é contrária a esse direito.

 ARTIGO 6:

a) Cada animal que o homem escolher para companheiro tem o direito a uma duração de vida conforme sua longevidade natural.

b) O abandono de um animal é um ato cruel e degradante.

 ARTIGO 7:

Cada animal que trabalha tem o direito a uma razoável limitação de tempo e intensidade de trabalho, e a uma alimentação adequada e ao repouso.

 ARTIGO 8:

a) A experimentação animal, que implica em sofrimento físico, é incompatível com os direitos do animal, quer seja uma experiência médica, científica, comercial ou qualquer outra.

b) Técnicas substitutivas devem ser utilizadas e desenvolvidas.

 ARTIGO 9:

Nenhum animal deve ser criado para servir de alimentação, deve ser nutrido, alojado, transportado e abatido, sem que para ele tenha ansiedade ou dor.

 ARTIGO 10:

Nenhum animal deve ser usado para divertimento do homem. A exibição dos animais e os espectáculos que utilizem animais são incompatíveis com a dignidade do animal.

 ARTIGO 11:

O ato que leva à morte de um animal sem necessidade é um biocídio , ou seja, um crime contra a vida.

 ARTIGO 12:

a) Cada ato que leve à morte um grande número de animais selvagens é um genocídio, ou seja, um delito contra a espécie.

b) O aniquilamento e a destruição do meio ambiente natural levam ao genocídio.

 ARTIGO 13:

a) O animal morto deve ser tratado com respeito.

b) As cenas de violência de que os animais são vítimas, devem ser proibidas no cinema e na televisão, a menos que tenham como fim mostrar um atentado aos direitos dos animais.

 ARTIGO 14:

a) As associações de protecção e de salvaguarda dos animais devem ser representadas a nível de governo.

b) Os direitos dos animais devem ser defendidos por leis, como os direitos dos homens.

 

Por favor, respeitem e façam respeitar estes direitos.

publicado por tartaruga às 17:38
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.olha pra mim aqui

.pesquisar

 

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

.links

.subscrever feeds