uma casa aberta a quem queira entrar

.posts recentes

. Os Retornados - Um Amor N...

. twilight

. adeus Johnny Castle

. de volta...

. ai... ui... que me dói as...

. a caminho dos 30... e 1

. A maior descoberta depois...

. de Sabrina a Salazar

. mensagem do além

. especial dia internaciona...

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

Quarta-feira, 16 de Agosto de 2006

caloteiros

Ah, pois é! Agora não podemos ficar a dever nada a ninguém que corremos o risco de ver o nosso nome exposto para todo o mundo sob o epiteto de caloteiro(a).

O que aconteceu ao bom e velho livro de mercearia, que costumávamos usar para apontar as compras do dia-a-dia, para no fim do mês ir liquidar a divida?

O que aconteceu aquele bom hábito de dar a palavra de honra?

Será que hoje em dia as pessoas sabem o que é isso, ou já se desabituaram?

Quanto a mim, fui educada de maneira muito simples: não tens dinheiro, não podes comprar.

Por isso até acho muito bem que se publiquem os nomes de quem não é capaz de cumprir a sua palavra. Inclusivé as dividas ao estado. Porque é que eu tenho de pagar mais impostos para os outros andarem a viver à grande?

Mas também acho que a quem o estado não paga, deve ser publicado. Temos de ser justos.

publicado por tartaruga às 12:38
link do post | comentar | favorito

.olha pra mim aqui

.pesquisar

 

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

.links

.subscrever feeds